Corpo Eletrico



EmoTrance & EFT

Trechos traduzido da seção de perguntas e respostas do livro:

Oceans of Energy – the patterns & techniques of EmoTrance, volume 1.

Autora: Dra Silvia Hartmann

Pergunta: Emotrance possui “aspectos” [desdobramentos do problema inicial] da mesma forma que EFT?

Resposta: Sim, EmoTrance possui “aspectos” de forma semelhante a EFT. Isto acontece quando você testa o mesmo problema (frase, memória, pensamento, tópico, etc), e uma diferente sensação aparece ou você nota duas ou mais localizações diferentes desde o início.

A coisa boa com relação a EmoTrance é que os aspectos (ou assuntos conectados) revelam-se em uma ordem correta e sequência bem natural, então você pode limpá-los da mesma forma.

Quando você inicia com duas (ou mais) localizações corporais, apenas pergunte qual é a mais notavel ou a mais dolorosa e esta será sempre aquela com a qual você deverá iniciar. Algumas vezes elas se vão todas como peças de dominó, mesmo quando elas parecem desconectadas, depois que a primeira ou mais importante foi resolvida. Algumas vezes elas são relamente separadas e você pode tratá-las (e qualquer aspectos que elas possuam) na ordem em que elas aparecerem.   

O que eu também tenho notado bastante é o fato de que, às vezes, um único canal tem varios nós. Por exemplo, a energia inicia no estômago, fica bloqueada na garganta, sobe para a cabeça, fica bloqueada no topo e aí então se dá um fluir suave.

Também, e eu acho isto bem estranho porque eu nunca havia testemunhado antes, houve uma experiência em que uma pessoa chorou rios pelo olho esquerdo enquanto o direito permaneceu inteiramente seco e normal após um trabalho que foi muito difícil no lado direito da sua cabeça. Fascinante de assistir, mas deve ser dito que um pouco assustador.   

Pergunta: Pode-se combinar EFT e EmoTrance?

Resposta: Oh sim – elas trabalham perfeitamente juntas e você pode usar ambos os sistemas em continuidade numa única sessão. Por exemplo, se alguém está trabalhando com EmoTrance e a energia fica paralizada, algumas batidas podem ajudar a liberar o sistema o suficiente para que a energia simplesmente deslize para fora. Alternativamente, se você está trabalhando com EFT e as unidades de desconforto não estão diminuindo o sufiente, você pode mudar para EmoTrance a qualquer momento e recuperar a sessão. Isto é particurlamente útil quando existe muita resistência consciente em se resolver o problema (contorções conscientes). Você pode também usar o sistema do EmoTrance para localizar no corpo a sensação, então utilizar a EFT nesta sensação corporal – “Mesmo que eu tenha este bloqueio na minha testa, eu me aceito profundamente…etc”.

As correções das reversões [as reversões psicológicas que são tratadas com os pontos dolorídos e as frases de instalação] da EFT também são muito úteis algumas vezes na EmoTrance; e EFT é uma boa opção para os clientes que acham a EmoTrance muito assustadora.

Eu considero um pleno conhecimento de ambos os sistemas essenciais para um terapeuta moderno que trabalhe com energia; e para qualquer um seriamente envolvido em cura/desenvolvimento pessoal ser capaz de usar ambas é um “must” na minha opinião.

Pergunta: EmoTrance trabalha no mesmo nivel que EFT?

Resposta: Esta é uma pergunta interessante. A EFT é essencialmente baseda na noção de meridianos e trabalha com o sistema de meridianos. Existe, é claro, muito mais no sistema energético do que apenas meridianos e eu presumo que alguns distúrbios no sistema de meridianos sejam na verdade sintomas de distúrbios em outros níveis no corpo energético ao invés de serem a causa.

Tem sido notado por ETPs [EmoTrance Practitioners]  que se você trouxer a tona um certo tópico com EmoTrance, este nem sempre responderá a EFT como solução, e eu acredito que isto é devido ao fato do tópico e do distúrbio não serem originados nos meridianos.

Por outro lado, pessoas que sabem sobre meridianos algumas vezes acham, sempre para seu deleite, que as sessões de EmoTrance mostram o fluxo [de energia] em um meridiano relacionado a um determinado tópico mais ou menos como o Emperador Amarelo disse que seria – esta energia toma o mesmo caminho como descrito nos diagramas de meridianos em pessoas que os desconhecem.

O bom sobre isto tudo é que apesar de ser fascinante deliberar sobre este assunto, isto é inteiramente imaterial no contexto de cura do corpo energético e na restauração do Fluxo Contínuo [no original : Even Flow – o fluxo de energia sem bloqueios] – nós simplesmente não precisamos saber em que nível energético estes “chamados dolorosos” são produzidos, através do nosso sistema fisiologico de emoções e sensações, de maneira a ser ter o trabalho feito.

Por enquanto, o quão mais praticamos, mais nós aprendemos e mais informações e experiências nós teremos; no final, eu tenho certeza que nós iremos acabar com um novo modelo muito bom, viável e testado do sistema energético humano – mesmo que nós não precisemos disto de fato.

Pergunta: Qual a diferença essencial entre EFT & EmoTrance?

Resposta: O que EFT e técnicas derivadas da TFT [Tought Field Therapy by Roger Callaham – a tecnica da qual a EFT foi derivada e desenvolvida por Gary Craig] tem em comum é que elas trabalham melhor quando o alvo de uma única memória/distúrbio foi bem especificado (detalhado em pedaços menores).

A comunidade de pessoas que desenvolvem técnicas em MET [Meridian Energy Therapy] tem tentado o possível para lidar com o que se tornou uma grave limitação quando pessoas comecaram a tentar trabalhar com padrões vitais de transfomação e sistemas complexos como vícios, ao invés de apenas querer remover uma única fobia, um único evento de DPT [desordem pos-traumatica] etc.

Uma maneira de lidar com isto foi criar protocolos mais e mais complexos (com uma lista enorme de reversões psicológicas, estruturas, matrizes e por aí adiante).

Outra maneira é ir direto em volta desta limitação das técnicas percussivas [batidas nos pontos dos meridianos] baseadas em TFT e fazer algo como BSFF [Be Set Free Fast – uma das METs] e ET [EmoTrance] e trabalhar de forma completamente diferente com o sistema energético.

O lento protocolo da EFT (e o protocolo de pontos consecutivos de Willem Lammers que é a versao de TFT para a mesma coisa) tenta endereçar isto e funciona razoavelmente bem para coisas que tem tantos aspectos que você pode dar batidinhas até que o sol se apague (especialmente em se trabalhando com denominações como mãe, dinheiro, “eu”, etc) (o lento protocolo da EFT pode ser encontrado em Advanced Patternes of EFT [livro da autora quando ela era practioner e master em EFT, não que ela tenha deixado de ser, mas lembremos aqui que ela está puxando a brasa pra sardinha que ela criou – ET, talvez por isto tantas ressalvas a lentidão da EFT]).

Existe   também outros e muito maiores problemas, como o fato de que para fazer uma rodada de EFT em qualquer coisa, você deve estar consciente do que isto é. A coisa real está armazenada fisiologicamente ou bem reprimida, e não se apresenta conscientemente de forma alguma, e por isto mesmo não pode ser feito uma rodada nela.

Me parece que existem três tipos de desenvolvimento pessoal.

Um é a remoção do sintoma e isto está bem servido de forma a permitir que o resultado final seja a pessoa LEVAR uma vida EXATAMENTE a mesma mas com alguma melhora eficiente no dia-a-dia do que já existe. [Este trecho esta bem confuso, bom lembrar que isto se trata de uma transcrição de palestras, por tanto é tudo bem coloquial e não elaborado de maneira literária, mas acho que o que ela quis dizer é que a pessoa retira os sintomas para retomar a mesma vida de antes, com algumas melhorias] .

O segundo tipo é uma mudança de vida como se alterando para um tipo de ângulo certo a linha de vida corrente – se divorciando, deixando o país, emprego diferente, abandonando a cocaína e o estílo de vida derivado disto. O uso de METs por longo períodos aparenta trazer isto também, mas bem lentamente, caoticamente e de maneira estranha, com muita dor e trauma neste interim (e eu não estou certa se isto não é um mal funcionamento do  feedback).

O último tipo de mudança é aquele que eu chamaria de re-nascimento. Isto é uma encarnação totalmente nova nesta vida, uma pessoa completamente diferente. Esta é a mais difícil de todas, mas é aquela com mais promessas, devido ao fato de que no re-nascimento TODAS as velhas decisões “até que a morte nos separe” são rescindidas em um instante e a pessoa seria capaz de iniciar do zero (religiões tentam ir por aíl mas normalmente não conseguem muito bem). Este é o direcionamento no qual a EmoTrance joga desde de seu delineamento, porque é isto o que eu quero para mim mesma e para aqueles que amo.

A maioria dos clientes e os clientes que irão pagar mais estão no grupo um, naturalmente, e através da EFT e otras técnicas de redução de aspectos irá serví-los bem. Existe algum mérito em se descobrir qual é o verdadeiro alvo de desenvolvimento pessoal que alguém deseja, isto ajuda com a escolha de possíveis técnicas a serem aplicadas.

OBS: As observações em parenteses são da própria autora, as observações entre chaves são minhas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: