Corpo Eletrico



TUDO AO MESMO TEMPO AGORA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E/OU

Este é um interessante exercício apresentado pela Dra. Silvia Hartmann (http://starfields.ws/). O exercício consiste em trabalhar em cima dos nossos “e/ou” s. Basicamente focamos naqueles projetos de coisas que desejamos fazer, mas que consideramos excludentes, como por exemplo: “Eu posso fazer uma viagem ou comprar um carro novo”. Ou ainda este que continua sendo um dilema para muitas mulheres: “Eu posso ser bem sucedida na minha profissão ou constituir uma família”. Você deve listar o que consiste num dilema para você, das coisas mais simples as mais complexas, depois alterar a palavra “ou” por “e” e procurar estimular a criatividade para obter soluções para que isso se realize.

Você deve estar pensando: “Fácil falar.” Sim, falar é mais fácil do que fazer, e talvez por isso mesmo falemos mais do que realizamos, porém, se você não se permite nem falar ou pensar que duas atividades que você deseja realizar possam ser possíveis, ao invés de simplesmente auto-excludentes, você estará simplesmente bloqueando sua criatividade e a total possibilidade de que isso aconteça.

Falo com conhecimento de causa, pois eu sempre estou trabalhando em cima do ou, e com isso estou sempre criando enormes bloqueios para minha auto-realização. Grande parte disso é herança do senso comum, da idéia vigente de que não se pode fazer tudo ou ser tudo o que se quer. Na maior parte das vezes, as coisas que desejamos são possíveis sim de acontecerem, basta para isso certo grau de estratégia e organização. Daí chegamos ao problema maior: a preguiça.

Mesmo as pessoas mais ativas podem ser extremamente acomodadas. Sim, parece um paradoxo, mas essa pessoa pode simplesmente ter se acomodado em ser super ativa em certas coisas, deixando outras de lado. Devemos lembrar que a inércia não é apenas estática, o movimento constante sem variações também é inerte. Essa pessoa também pode estar deixando de realizar coisas que ela gostaria simplesmente por achar que já faz coisas demais, falta de organização, falta de coragem para deixar de fazer coisas que já não possuem mais sentido e partir para outras coisas.

Só uma pequena observação: eu não estou dizendo que você DEVE fazer tudo ao mesmo tempo, apesar do título deste post. Você fazer uma coisa E depois a outra. O que quero dizer é que você não deve abandonar algo por já estar fazendo outra coisa.


 As únicas prisões são internas, e o pior carcereiro é a própria mente. Todas as amarras são auto-impostas, mas saber disso não liberta.Pensar da forma certa e principalmente atuar para quebrar as amarras é a única solução. Não parece fácil, mas se você começar aposto que se tornará uma segunda natureza.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: