Corpo Eletrico


A QUEM PERTENCE O INSULTO?

Imagem
Uma dessas parábolas sempre úteis e boas para serem lembradas sempre.
A QUEM PERTENCE O INSULTO?
Perto de Tókio vivia um grande samurai, já idoso, que agora se dedicava a ensinar o zen budismo aos jovens. Apesar de sua idade, corria a lenda de que ainda era capaz de derrotar qualquer adversário.Certa tarde, um guerreiro – conhecido por sua total falta de escrúpulos – apareceu por ali. Era famoso por utilizar a técnica da provocação: esperava que seu adversário fizesse o primeiro movimento e, dotado de uma inteligência privilegiada para reparar os erros cometidos, contra-atacava com velocidade fulminante.O jovem e impaciente guerreiro jamais havia perdido uma luta. Conhecendo a reputação do samurai, estava ali para derrota-lo, e aumentar sua fama. Todos os estudantes se manifestaram contra a idéia, mas o velho aceitou o desafio.

Foram todos para a praça da cidade, e o jovem começou a insultar o velho mestre. Chutou algumas pedras em sua direção, cuspiu em seu rosto, gritou todos os insultos conhecidos – ofendendo inclusive seus ancestrais.

Durante horas fez tudo para provoca-lo, mas o velho permaneceu impassível. No final da tarde, sentindo-se já exausto e humilhado, o impetuoso guerreiro retirou-se.

Desapontados pelo fato de que o mestre aceitara tantos insultos e provocações, os alunos perguntaram:

– Como o senhor pode suportar tanta indignidade? Por que não usou sua espada, mesmo sabendo que podia perder a luta, ao invés de mostrar-se covarde diante de todos nós?

– Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita, a quem pertence o presente? – perguntou o samurai. – A quem tentou entrega-lo – respondeu um dos discípulos.

– O mesmo vale para a inveja, a raiva, e os insultos – disse o mestre. – Quando não são aceitos, continuam pertencendo a quem os carregava consigo.

Autor desconhecido

Anúncios

A grande Mudança e O Fim do Mundo

Cabrum! O mundo acabou e você não viu.

Cabrum! O mundo acabou e você não viu.

 

O mundo não acabou, e agora? Tampouco houve uma mudança brusca e violenta como alguns esperavam.  E sabe por quê? A mudança já vem ocorrendo há muito tempo, a mudança ocorre desde sempre. Claro que, de tempos em tempos, coisas fora do comum acontecem: tragédias causadas por forças da natureza, revoluções, mas a grande mudança é gerada pela força silenciosa da impermanência diária.

Vivemos no tempo das mutações, como pode confirmar qualquer estudioso do I Ching. Qualquer ideia de permanência é ilusória. As pessoas procuram se enganar com a sensação da estabilidade e qualquer promessa de grandes mudanças geram ansiedade.  Alguns irão dizer que é o medo de uma mudança para pior, a possibilidade de algo ruim acontecer é que gera essa ansiedade. Mas é só observar como muitos se autossabotam diante de promessas de coisas boas – mas que causariam grandes alterações em suas vidas – que percebemos que a resistência não acontece só para as mudanças supostamente negativas.

Mas estamos no início de um novo ano e todos pedem por mudanças, fazem resoluções de ano novo, juram que irão cortar maus hábitos, mas trabalham – às vezes inconscientemente, às vezes nem tanto – para se manterem estáveis, na mesma, seja por medo, preguiça ou insegurança. Enquanto a grande mudança, tão esperada, acontece em silêncio, passando despercebida pela maioria das pessoas.

 


Seres Magnificentes

Vocês são seres magnificentes, no lugar perfeito, no tempo perfeito, desdobrando-se perfeitamente, nunca estando finalizado e nunca dando errado. Sejam mais lúdicos sobre isso. Hoje, não importa onde estou indo, não importa o que estou fazendo, e não importa com quem eu estou fazendo – é meu intento dominante procurar por aquilo que eu estou querendo ver. Eu estou esperando para encontrar pensamentos, e palavras, e ações que me façam sentir bem enquanto eu os encontro.  Por fazer isso, eu estou, no momento, praticando a arte de permitir tudo o que eu estive contando ao Universo que eu quero, por todos os dias da minha existência.

Abraham


PROVOCAÇÃO

O quanto somos realmente responsáveis? O quanto do que nos acontece culpamos os outros? Achamos que somos donos de nossas vidas, mas vivemos explicando nossas falhas e problemas por aquilo que foi feito a nós.

Quando colocamos a responsabilidade do que nos aconteceu em outros, quando justificamos nosso presente pelos erros passados dos outros, nós nos preservamos de sentir culpa. Nós somos as vítimas, os coitados. Livres de todo o pecado. Porém, a contrapartida é cruel.
Para continuar lendo clique no título do post


SEJA UM VISINÁRIO

Mais um pouquinho de Abraham para iniciar o fim de semana.

“E, assim, os que são mais observadores prosperam em tempos bons mas sofrem em tempos ruins porque o que estão observando já está vibrando, e como eles observam isto, incluem em seu perfil vibracional, e quando incluem, o Universo aceita isso como seu ponto de atração – e lhes dá mais da essência disso. Assim, para um observador: quanto melhor é, melhor fica, ou quanto pior é, pior fica. Porém, o que é um visionário prospera em TODOS os tempos. ”

Abraham


Tradução: Luciene Lima, Sao Paulo, SP, Brasil


Sobre Crenças

O pensamento que você pensa, você pensa, o que atrai a isso; então você pensa isso um pouco mais, o que atrai a isso; então você pensa isso um pouco mais. Em outras palavras, quando você tem uma expectativa, você tem um pensamento dominante em andamento, e a Lei da Atração irá entregar aquilo para você novamente, e novamente, e novamente. E você diz: “A razão para eu acreditar nisso é porque é verdade”. E nós dizemos que a razão para você acreditar nisso é porque você andou praticando o pensamento. Tudo o que você acredita é um pensamento que você andou praticando.

Abraham 


Tome Conta da Sua Vida

“Cada pansamento que ‘digerimos’ é energia que pode ser armazenada dentro das células.”

Bradley Thompson.

Nem preciso frisar que devemos tomar conta dos nosso pensamentos.

Infelizmente, parece que a maioria das pessoas está mais interessada em tomar conta da vida alheia. Vide programas como Big Brother, Mulheres Ricas, sites de fofocas e fofoqueiros de plantão dispostos a criticar tudo e todos, menos olhar para o “próprio rabo” (da velha expressão “macaco não olha para o próprio rabo”). Daí o porque de estar todo mundo desenergizado e sem poder pessoal.

Faça um favor a si mesmo e tome conta de sua vida.


O Material Seth

” Vocês criam sua própria realidade de acordo com suas crenças. A vocês pertence a energia criativa que constrói seu mundo. Não há limitações ao self além daquelas em que vocês acreditam”. ” Seu meio-ambiente é o reflexo físico de seus pensamentos, emoções e crenças, tornado visível”. (Seth)

Para Continuar lendo clique no título do post.


TRABALHANDO NA TENSÃO

Quando não existe opção, nenhuma técnica de relaxamento ou pensamento positivo é capaz de desfazer um estado de extrema tensão e ansiedade, o que fazer?

Atualmente temos uma imensa gama de informações, terapias, livros e técnicas voltadas à mudança de pensamento e atitude. Nós, interessados numa via de terapia e filosofia de vida holística, temos um imenso conhecimento de formas de relaxamento e alívio da tensão. Terapias como EFT, Emotrance, a prática da Yoga e até o puro e simples exercício físico na academia podem ser eficientemente usados no combate ao estresse e a ansiedade.

Mas o que fazer naqueles momentos em que nada parece funcionar?

Para continuar lendo, clique no título do post.


TUDO AO MESMO TEMPO AGORA

As únicas prisões são internas, e o pior carcereiro é a própria mente. Todas as amarras são auto-impostas, mas saber disso não liberta.

Para continuar lendo clique no título do post.